Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

03/10/2016

Soja espera por novidades fortes e atua com estabilidade na CBOT

O mercado internacional da soja segue operando com estabilidade e movimentações bastante tímidas na manhã desta segunda-feira (3). Os futuros da oleaginosa subiam, por volta das 7h30 (horário de Brasília), de 1,25 a 1,75 ponto nos contratos mais negociados. O novembro/16 era cotado a US$ 9,55 e o maio/17, referência para safra do Brasil, a US$ 9,73 por bushel.

Os negócios ainda refletem a observação dos traders sobre a conclusão da safra dos Estados Unidos e, de acordo com informações de agências internacionais, a semana poderá ser de clima mais chuvoso no Meio-Oeste americano, segundo as últimas previsões, podendo atrapalhar novamente os trabalhos de colheita por lá.

Há ainda, como suporte para os preços, a comercialização que pouco evolui nos EUA - com os produtores aguardando por preços mais atrativos - e os fundos investidores também atuando com mais calma neste início da semana e do quarto trimestre do ano. Além disso, a demanda forte pela soja norte-americana também tem sido um fator de suporte para as cotações. Mas, de outro lado, os mercados chineses deverão ficar fechados durante toda esta semana em função de um novo feriado e podem, mesmo que momentaneamente, reduzir o peso da demanda nas negociações.

"E o mercado pode, porém, ter um potencial rally limitado pelos bons reportes de produtividade que chegam do Corn Belt, apesar de algumas regiões sofrerem com condições adversas para a colheita", diz o analista de mercado Joe Lardy, da CHS Hedging, em entrevista ao Agrimoney.

Ainda nesta segunda, chegam também os boletins semanais de embarques de grãos dos EUA e de acompanhamento de safras, o qual deverá atualizar, principalmente, os dados da colheita no país. Ambos serão reportados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).