Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

02/12/2016

Chuva anima produtor de soja no Maranhão

Após um longo período de estiagem entre o final de outubro e a metade de novembro, os agricultores de soja do estado do Maranhão passaram a se animar com a volta da chuva na região. “O fenômeno de estiagem durante a safra da soja recebe o nome de veranico. Na cidade de Balsas (MA), o veranico durou 18 dias e o estrago foi expressivo”, afirma Claudeir Pires, engenheiro agrônomo da região.

De acordo com o especialista, a solução contra o fenômeno é o “plantio direto”, uma técnica que já está difundida em todo o mundo, onde se planta a soja sob a palhada de uma cultura anterior. “Esta palhada forma uma densa camada de matéria orgânica que protege o solo do sol e retém a umidade por muito mais tempo, fazendo com que as sementes plantadas tenham mais proteção e umidade para resistirem por esses dias sem chuvas”, explica.

O fato é que com a retomada da regularidade das chuvas, o plantio das lavouras de soja do Maranhão animou os agricultores, pois as previsões para os próximos meses são boas. Outro fator que tem motivado os produtores é o preço do produto. De acordo com Claudeir, o valor atual está bom e as previsões de preços para 2017 são ainda melhores.

Nos próximos meses a tendência é de aumento de chuva no centro-norte do Nordeste, o que pode favorecer as lavouras. “Essa semana vai chover bem e a próxima safra deve ser bem melhor”, completa Alexandre Nascimento, meteorologista da Climatempo.

Fonte: Climatempo