Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

28/12/2016

Mato Grosso lidera ranking nacional de adoção de transgênicos

Com 12,68 milhões de hectares de culturas transgênicas plantados, Mato Grosso se destaca no cenário de cultivo organismos geneticamente modificadas (GM) no Brasil. O Estado possui a maior área com OGM do país, seguido por Paraná (7,23 milhões/ha) e Rio Grande do Sul (5,53 milhões/ha). Se fosse um país, Mato Grosso estaria na 4ª posição (entre 28 países) do ranking global de adoção de transgênicos, atrás apenas dos Estados Unidos (70,9 milhões/ha), Brasil (44,2 milhões/ha) e Argentina (24,5 milhões/ha).

Em Mato Grosso, a soja geneticamente modificada (GM) ocupa 9,07 milhões (ha), quase o total da área cultivada com a oleaginosa (99,3%). As taxas de adoção de milho e algodão GM, as outras duas culturas com variedades transgênicas disponíveis no Brasil, também são expressivas. Os dados são do último relatório do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA).

Para a diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Adriana Brondani, o protagonismo do Estado se deve à sua vocação agrícola e ao desenvolvimento de tecnologias adaptadas à região. “Os altos índices de adoção de transgênicos em Mato Grosso revelam o reconhecimento da eficiência dessas sementes por parte dos agricultores e a confiança em sua segurança”.