Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

01/02/2017

Emater/RS-Ascar destaca bom desenvolvimento da soja no município de Segredo

Com o clima favorável desde o plantio, as lavouras de soja do município de Segredo apresentam ótimo desenvolvimento vegetativo e reprodutivo. Ao todo, são 4.700 hectares cultivados com a oleaginosa, dos quais, segundo o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Alencar José Feron, estima-se que 10% da área cultivada está em estágio de germinação e desenvolvimento vegetativo; 54% em floração e 36% em fase de enchimento dos grãos. "Acompanhamos, por meio da assistência técnica, vários produtores de soja no município e esses dados nos fazem ter boas perspectivas de produtividade", frisa Feron.

Por meio do Programa Lavoura de Resultados, a Emater/RS-Ascar implantou na propriedade da família do agricultor Dionatan de Souza, na localidade de Rincão Nossa Senhora das Graças, uma Unidade de Referência Técnica. Em uma área de 6,4 hectares, os extensionistas e o produtor rural realizam o Manejo Integrado de Pragas (MIP), plantas daninhas e doenças, acompanhando o desenvolvimento da lavoura e, futuramente, o levantamento de perdas na colheita.

Para o MIP são realizadas visitas semanais na lavoura para o levantamento da incidência de pragas e doenças para posteriormente, se necessário, fazer a aplicação de produtos recomendados para o controle dos danos em quantidade adequada, evitando excessos e custos de produção. "Com isso, visamos o uso racional de agrotóxicos por parte do agricultor na condução da lavoura. Desta forma o meio ambiente será menos contaminado a reduzido o custo de produção", explica o técnico agrícola da Emater/RS-Ascar, Tiago Gervasoni.

Atualmente o estágio dessa lavoura encontra em R3, ou seja, apresenta vagens de até 1,5cm de comprimento, como a maioria das outras áreas cultivadas com soja. Portanto, o momento deve ser de bastante atenção e monitoramento das lavouras, para que sejam realizados tratamentos com eficiência esperada para o controle de doenças e insetos pragas, ou seja, no momento correto, com bom produto recomendado para a cultura e em condições climáticas ideais, recomendam os técnicos.

"Muito se fala em manter a produtividade da lavoura de soja com a adoção destas práticas do Manejo Integrado, mas o objetivo é, com condições de clima favorável, aumentar essa produtividade, talvez com custos de produção um pouco menores, incrementando maior renda ao produtor", finaliza Feron. A URT é uma parceria entre Emater/RS-Ascar, Embrapa e Massey Ferguson.​

Fonte: Emater/RS