Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

09/05/2017

Mato Grosso: produção de milho foi elevada para 28,09 milhões de toneladas

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) atualizou os dados da safra 2016/2017 do milho mato-grossense. Na nova previsão, o instituto revisou positivamente tanto os dados de área do cereal quanto a produtividade aguardada para a safra, refletindo diretamente sobre a estimativa de produção estadual.

A área semeada na safra 2016/2017 foi revisada para 4,7 milhões de hectares na nova previsão, refletindo não só o ajuste positivo realizado na área da safra 2015/2016, como também, um novo sentimento de elevação no cultivo do cereal em 2017 captado pelo levantamento de safra realizado em abril junto a agentes de mercados e produtores do Estado. Na nova estimativa, a área da safra 2016/2017 apresenta incremento de área de 421 mil hectares em relação à safra 2015/16, firmando-se como a maior área já semeada com o cereal em Mato Grosso.

De acordo com o Imea, nesta nova safra, com a confirmação de maiores percentuais de área sendo semeada dentro da janela ideal (final de fevereiro) no comparativo com os anos anteriores e também com a consolidação de boas condições climáticas nos meses de março e abril em grande parte do Estado e boas expectativas de clima para maio a perspectiva de produtividade se tornou ainda mais otimista para a safra 2016/17. “Na nova previsão, é aguardada a produtividade média estadual de 98,8 sacas por hectare contra a estimativa anterior de 96,6 sacas por hectare”, afirma o instituto.

No comparativo de produtividade entre as regiões, as maiores médias estão sendo aguardadas neste momento nas regiões médio-norte e sudeste, ambas com expectativa de 100,9 sacas por hectare. Em seguida, a região oeste se destaca com a terceira maior produtividade estadual na nova previsão, com 99 sacas por hectare. Já as menores produtividades estão sendo aguardadas, neste momento, nas regiões norte e nordeste, com 89,5 sacas por hectare e 93,5 sacas por hectare, respectivamente.

Apesar dos bons volumes pluviométricos em grande parte do estado, a baixa incidência de luminosidade em alguns períodos de desenvolvimento da planta pode ser um limitante. Ainda assim, a expectativa de rendimento a campo na safra 2016/2017 é otimista, com a consolidação das condições climáticas de maio sendo o fator chave para a confirmação de rendimentos a campo ainda melhores.

Com o incremento da produtividade, a nova estimativa a produção da safra 2016/2017 de milho foi elevada para 28,09 milhões de toneladas em Mato Grosso, aumentando assim cerca de 47,13%, o equivalente a 9 milhões de toneladas em relação à safra 2015/2016, firmando-se assim, como a maior quantidade produzida do cereal mato-grossense.

Fonte: SF Agro