Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksBioGene / Media Center / Notícias

Notícias

18/07/2017

Mato Grosso lidera crescimento anual da produção de soja

Mato Grosso foi o Estado que apresentou o maior crescimento de produção anual de soja no País, superior a um milhão de toneladas, no intervalo entre a safra 1996/97 até o ciclo 2015/16. Neste período, o crescimento anual da produção de soja no Brasil foi de 3,5 milhões de toneladas, o que representa um incremento de 13,4% a cada ano. Estes dados constam do estudo “Análise da área, produção e produtividade da soja no Brasil em duas décadas (1997-2016)”, divulgado nesta terça-feira (18), pela Embrapa Soja.

Segundo o documento, após o MT, os Estados que mais produziram foram o Paraná (aumento de 520 mil toneladas ao ano) e o Rio Grande do Sul (crescimento anual de 494 mil toneladas). No Brasil, a produtividade média foi de 2.660kg por hectare, nos 20 anos de análise. O Mato Grosso, maior produtor nacional de soja, apresentou crescimento discreto de produtividade (média de 2.975kg/ha). Vale destacar que a elevada produtividade foi registrada desde a primeira safra da série considerada. “Por ter o menor coeficiente de variação, Mato Grosso apresenta alta estabilidade para produção de soja”, diz o pesquisador da Embrapa Soja, Alvadi Antonio Balbinot Junior, um dos autores do estudo ao lado de Marcelo Hiroshi Hirakuri, Julio Cezar Franchini, Henrique Debiasi e Ricardo Henrique Ribeiro.

No Rio Grande do Sul, ao contrário, o pesquisador explica que a variação da produtividade ao longo dos 20 anos foi muito grande, oscilando entre 600 kg/ha a 3.200 kg/ha. O Rio Grande do Sul e o Piauí registraram as menores produtividades médias brasileiras ao longo de 20 anos (inferiores a 2.400 kg por hectares). “Nesses Estados há alta variabilidade ao longo do tempo, principalmente com déficit hídrico, o que indica elevados riscos à produção de soja”, ressalta Balbinot.

De acordo com a avaliação do pesquisador, de 1996/97 a 2015/16, várias mudanças nos sistemas de produção limitaram o aumento da produtividade de grãos de soja no Brasil. “Mesmo assim, a produtividade de soja aumentou em quase todos os Estados em duas décadas, o que indica que as ações de pesquisa, desenvolvimento e transferência de tecnologias foram eficientes”, acentua Balbinot.​